Práticas curriculares interdisciplinares em espaços não formais: uma estratégia para estimular a permanência na educação superior

Hemini Machado Rodrigues, Sani Belfer Cardon, Camila de Barros Rodenbusch, Bettina Steren dos Santos

Resumen


O presente trabalho aborda experiências vivenciadas por estudantes da Educação Superior, a partir de práticas curriculares interdisciplinares em espaço não formal. Enfatiza a importância da prática para a motivação, o desenvolvimento e a integração dos acadêmicos dos cursos de Educação Física, Pedagogia e do pós-graduação em Psicopedagogia, sendo uma alternativa para a permanência dos mesmos na Educação Superior. O Estudo apresenta como problemática o seguinte questionamento: como as práticas curriculares interdisciplinares em espaços não formais podem contribuir para a permanência do estudante na Educação Superior? Tendo por objetivo apresentar novas práticas curriculares, visando a permanência do estudante na Educação Superior. As observações e intervenções foram realizadas em um hospital localizado na região central de Porto Alegre, no estado do Rio Grande do Sul/Brasil, na parte do ambulatório pediátrico que atende o SUS (Sistema Único de Saúde), convênios e particulares, com crianças e adolescentes de 0 a 13 anos de idade que aguardavam atendimento médico. A implementação destas práticas inovadoras e interdisciplinares em ambientes não formais, é uma forma de integrar as exigências acadêmicas com as relações interpessoais, sociais, afetivas e emocionais, envolvendo tanto a identidade pessoal como a escolha profissional do discente. No presente estudo fica evidente a importância desta prática interdisciplinar para a intervenção com as crianças, pois a formação em Psicopedagogia é bastante abrangente para espaços formais e não formais contribuindo de maneira significativa para o ensino e a aprendizagem, principalmente quando associado com os conhecimentos da Pedagogia e da Educação Física. A opção de práticas curriculares como a citada neste estudo, é uma forma de trabalho diferenciado, afim de proporcionar o desenvolvimento e a integração dos estudantes, servindo também como uma forma de motivação para a permanência dos mesmos na Educação Superior e no curso escolhido.

Palabras clave


Práticas curriculares; Interdisciplinaridade; Permanência na Educação Superior; Espaços Não Formais

Texto completo:

PDF

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Los textos generados en la Sección Congresos CLABES son publicaciones de acceso abierto mostrados bajo licencia CC BY-NC-SA Creative Commons Atribución - NoComercial - Compatitr Igual 4.0 Internacional 

 




© 2016 Portal de Revistas de la Universidad Tecnológica de Panamá
Este sitio es un componente del proyecto UTP-Ridda2
Utilizando Open Journal Systems